Home      Site      Fotos      Contacto


02 junho 2009

…estou lixada (agora já menos)!… parte III

Ok, a pedido de algumas famílias cá está a parte III ;o)

Para quem ainda não está a par existiu uma 3ª resposta (consultar 2 tópicos anteriores) relacionada com a 1ª resposta que me deram.
Resumidamente o facto de ter dito que estava com ideias de iniciar o meu projecto de criação de emprego tornou-me "des-desempregada" aos olhos da comissão de admissão ao curso a que este tópico se refere. E o facto de ter uma actividade a decorrer (o artesanato), apesar de me encontrar completamente legal e de mesmo assim ser considerada desempregada (quem tiver interesse consultar ao Decreto-Lei n.o 220/2006 - Artigo 2.º - ponto 2 que diz:
“O requisito de inexistência total de emprego considera-se ainda preenchido nas situações em que, cumulativamente com o trabalho por conta de outrem, cujo contrato de trabalho cessou, o beneficiário exerce uma actividade independente cujos rendimentos não ultrapassem mensalmente 50% da retribuição mínima mensal garantida.”) foram a "tacada" final destes senhores.

Poderia até concordar com as respostas que me deram apesar de nenhuma delas ser válida, ainda mais a ter em conta a sequência das mesmas:
1ª respostas minhas "mal dadas" (a não esquecer: deixar de ser tão honesta nas minhas respostas - como alguém me disse não dizer aquilo que é mas aquilo que querem ouvir...);
2ª vagas preenchidas (tivesse vindo em 1º lugar e eu não me teria "queixado"...);
3ª actividade aberta o que me tornaria um não desempregada.

Conforme me foi referido 5ª feira passada "consideramos este assunto completamente encerrado" - a minha última resposta foi, após um e-mail ainda mais longo do que os outros mais uma vez a fazer ver o meu ponto de vista e a mostrar as contradições desta comissão de admissão, que o assunto estaria completamente encerrado para mim assim que fosse escrever a minha reclamação no Livro Amarelo do instituto, facto que se passará assim que tiver disponibilidade para lá me desclocar e cabeça para escrevê-la.
Não será esquecida e será feita entretanto.

Um dos factos que escrevi neste último e-mail foi que nunca quis entrar em "guerras", quer por não ter feitio, nem tempo e nem dinheiro.
A verdade é que sabia que esta seria uma batalha não ganha na medida em que não me iriam dar razão nem me aceitariam no curso a partir do momento em que contestei a decisão.
Mas pelo menos dei-lhes algum "trabalho" e pode ser que numa próxima oportunidade façam as regras mais claras e as escrevam com todos os pontos nos is. Quem sabe assim não levam outra vez pela frente com outra chata como eu ;o)

2 comentários:

lune disse...

olá Helena, já recebi a resposta, e esta deve ter sido igual à tua primeira, já estão preenchidas as vagas ;). Enfim, nem me dei ao trabalho de reclamar...
Beijocas grandes
Luisa

Anónimo disse...

Ah, muito bem, muito bem. Já conseguimos empatar com as versões do Madagáscar. Vamos continuar até conseguir apanhar o Rambo (acho que já vai para a VIII...)?